Image Alt

Cidade Maravilhosa, salve o nosso Rio de Janeiro!

Cidade Maravilhosa, salve o nosso Rio de Janeiro!

Dizem que o primeiro registro do termo “cidade maravilhosa” foi no jornal A Notícia, em 1908, cunhado carinhosamente por Coelho Netto, escritor (cronista, folclorista, romancista, crítico e teatrólogo), político, professor e membro da Academia Brasileira de Letras onde foi o fundador da cadeira número 2.

 

Cidade maravilhosa,

Cheia de encantos mil

Cidade maravilhosa,

Coração do meu Brasil!

 

No entanto alguns pesquisadores afirmam que a expressão já havia aparecido em 1904, no jornal O Paiz, em época de Carnaval. O fato é que o compositor André Filho a consagrou com uma marchinha no ano de 1934 sob o arranjo musical de Pixinguinha e gravada por Aurora Miranda. Cidade Maravilhosa tornou-se o hino do Rio de Janeiro!

 

Berço do samba e das lindas canções

Que vivem na alma da gente

És o altar dos nossos corações

Que cantam alegremente

 

Com simplicidade e muita força, não há lugar no mundo em que os brasileiros não se sintam representados quando se ouvem os primeiros acordes, sempre gerando alegria, união e pertencimento.

 

Jardim florido de amor e saudade

Terra que a todos seduz

Que Deus te cubra de felicidade

Ninho de sonho e de luz

 

Fonte: livro A Cara do Rio, de Ricardo Amaral e Raquel Oguri

Compartilhe
Abrir conversa
Fale com a Sommelier!